Para visualizar este site, favor habilitar o JavaScript no seu navegador.

Vem, senhora da noite

Isabel Pereira Rosa

01/11/2015 02:15

Vem, senhora da noite,
Envolta no teu manto de serenidade.
Vem dançar à volta da Terra e do Sol
Devagarinho.
Espero-te na varanda dos sonhos
No abraço saudoso do anoitecer
E anseio-te, generosa,
A florescer as plantas
Que te veneram.
Vem pratear as águas,
Doirar o amor,
Reger todos os cantos do mar,
Maestrina das marés.
Espero-te nas ondas, na espuma
E no lápis que iluminas
Em noites de prenhez.

In “Uma pedra contra o peito”