Para visualizar este site, favor habilitar o JavaScript no seu navegador.

Vem, amor

Edilde Lima de Aragão

04/10/2014 01:41

Vem, amor,
Peço-te por favor.
Alimenta
a chama deste amor.

Vem, amor,
Eu vivo a te esperar,
E a chorar
Somente por te amar.

Vem, amor,
Sanar o meu sofrer,
Pois sem ti
Desisto de viver.

Vem, amor,
Acode ao grito meu:
Vem, amor,
Meu peito é todo teu.