Para visualizar este site, favor habilitar o JavaScript no seu navegador.

Um resto de poalha luminosa

Maria Helena Ventura

01/10/2020 01:20

Podes deixar-me de vez?
Quero acabar de arrumar o coração.

Sobram estames nos lábios
adornados de lava
colocadas as pétalas do teu rosto
na memória
se desenho um aroma
de intertexto submerso.

E o aroma vem dos ninhos navegáveis
nas vozes debruçadas no pescoço
nos rios do corpo
enquanto beijos por dar
trepam por elas acima.

Por quem chamam
incisivas
no labirinto das veias?

Deixa-me arrumar as sílabas
que sobram
nas moitas da saudade…
Vai!

(In INTERTEXTO SUBMERSO)