Para visualizar este site, favor habilitar o JavaScript no seu navegador.

Sós, em procura do outro, em nós

José Rodrigues Dias

31/08/2014 01:33

 

Sós, em procura do outro, em nós

(A partir do conto "As doze badaladas", de Humberto de Aragão, São Paulo, publicado no Facebook)

 

 

Nordestes, um, sergipano, ali pela barra dos coqueiros,

o outro, transmontano, ali pela barreira, a caminho do adro;

natais, um, de chuva, com fogueira,

o outro, seco, de poeira;
o tempo, outro...

Síntese dos diversos na procura do uno,

bilhete na mão a caminho do infinito ali numa campina de céu baixo,

luz em espiga se abrindo em pão, milagre, multiplicação,

esperança de tudo, tudo tendo, tudo fugindo, vendo tudo,

um aceno sorrindo, nem loiro nem castanho,

apenas doce no enorme tamanho…

 

Somos meninos em procura de homens,

homens em procura de meninos,

rios entre nascentes e poentes renascendo em luz ténue de gruta,

trémula de início, quase órfã, que ali se acende,

que logo se faz caminho

de homem, de menino,

pequeninos…

 

Sós, em procura do outro, em nós,

alfa e ómega na cadência simbólica das doze badaladas…

 

Conto de homens para meninos e de meninos para homens

para a sede dos caminhos

porque o Tobias sem nome está no sagrado

dentro de nós

abraçados e sós…