Para visualizar este site, favor habilitar o JavaScript no seu navegador.

Se o poema pudesse ser trigo

Isabel Pereira Rosa

06/12/2015 01:06

Se o poema pudesse ser trigo
Eu não faria mais nada
Até alagar os campos
Desse fluido de palavras.
Se ele pudesse ser pão
Fabricado neste forno
Das minhas mãos
Eu cozeria até ao limite
Todas as palavras existentes
E nunca imaginadas.
Se ele fosse paz
Eu deixaria de dormir
Até construir o mais longo
De todos os poemas.
Se o poema pudesse ser justiça
Eu teceria até à hora da morte
Um manto de palavras.