Para visualizar este site, favor habilitar o JavaScript no seu navegador.

Reflexão

José Rodrigues Dias

19/06/2016 01:11

Reflexão

Que sei de mim?...
De frente, ao espelho, quem sou?...
De quem é o espelho onde me vejo?...
Os dados estão viciados ab initio?...
De quem os olhos meus
que me vêem?...
É de manhã, o dia a meio, tarde, é já noite?...
E a luz, de onde a luz que me banha?...
Ou a escuridão?...
A luz é filtrada, a preto e branco,
realçando os contrastes,
isenta, pura?...

Que sei de mim?...
São os caminhos que faço
que me fazem?...
São os caminhos por fazer
que me fazem acontecer?...
E pelos caminhos

(pelos meus?...,
sim, pelos teus!...),

pelos caminhos
o que vai amanhecer?...

De lado,
poderão ver-me?...

(Ver-me?...
Sim, ver-te...).

Mas como, ver-me de que lado
se tantos os meus lados,
eu poliédrico,
mesmo cristalinamente vago,
eu disperso?...

De quem os olhos
que me vêem?...

Será oásis, miragem,
uma imagem
em nova caverna?

Que sei de ti,
que sei de mim,
como cheguei aqui?...

Tu, quem és?