Para visualizar este site, favor habilitar o JavaScript no seu navegador.

quem somos para lá do medo

Isabel Mendes Ferreira

18/08/2021 21:56


quem somos para lá do medo da mentira da paixão da vida sem alma nem 
coração nem piedade quem somos nós nos meandros da solidão gritante que 
leva a matar a vida que demos à vida. quem somos para lá da crua nua fria 
crueldade sem saber decifrar entender os códigos as farpas o aço do mal a 
ausência do bem o sentido do absurdo. quem segura este fio gélido frio ácido 
mortífero que se instala face ao crime . quem somos afinal para lá de um rosto.
o eco é uma mão vazia sobre o absolutamente nada. e toda a rendição é uma 
ferida.