Para visualizar este site, favor habilitar o JavaScript no seu navegador.

Quando morre um amor

José Silva

30/11/2016 01:39

Quando morre um amor.

Morre devagar, como quem não sabe respirar depressa ao sentir tanto.
Volta o olhar para tudo, como uma criança que tudo quer compreender, e depois:
como morre
como velho, antes do tempo.
Sobe um abismo e pensa então voar.
Liberta a alma depois de a dividir pelo universo.
E quando tudo parece passar... faz o luto sem querer...
até o tempo certo...
de um amor assim
parecer, morrer...