Para visualizar este site, favor habilitar o JavaScript no seu navegador.

Peito negro

José Rodrigues Dias

27/09/2014 01:34

Um peito negro,

cor do sol

quando vai alto



(negro

o meu rosto a trabalhar

se o sol vai alto

sem parar)…



Do teu peito negro

leite

da cor de qualquer leite

(que brota tão puro e límpido

do peito

de qualquer cor…)

para ser peito negro

de um menino feito de amor

onde o bate-bate

do coração pequenino

corre e sente

tal qual, igualzinho,

como o de um qualquer rio similar

no vermelho rendilhado de cor

(se diferente for

apenas o será pelo seu caudal

que variará com o tempo

que em cada caso for),

mas tal qual, igualzinho,

mesmo igual ao do maior coração

do mundo

que seja mundo de gente

(qualquer que seja a altura do sol)

e que tenha a razão

presente…