Para visualizar este site, favor habilitar o JavaScript no seu navegador.

Para quem ama o céu

Leonora Rosado

27/03/2020 16:56

Para quem ama o céu
A leviandade de lavar no orvalho o rosto
De sentir o sabor silvestre às amoras
Para quem toca o infinito como se tocasse um gume
E uma flor de sal pressentisse na flora do deserto
Num mar de incêndio revolto