Para visualizar este site, favor habilitar o JavaScript no seu navegador.

Outono

Isabel Pereira Rosa

17/10/2015 01:40

Outono… folhas secas, sem futuro,
E eu existo, inexoravelmente,
No silêncio e na quietude do entardecer.
Vou guarnecendo
O tronco nu da vida
E regando os dias
Com a saudade dos que partiram.
Não, não rejeito a mão
Que me limpa o rosto
Mas ninguém irá deter
O fio da loucura
A evasão de um mundo
Sem sol
E sem abrigos.