Para visualizar este site, favor habilitar o JavaScript no seu navegador.

Olhos, espelhos d’alma

Edilde Lima de Aragão

04/10/2013 16:16

Dizem que os olhos verdes,
por serem da cor do mar,
são como ele: inconstantes;
nunca souberam amar.
São verdes da cor do mar,
quando é chegada a bonança.
Verdes são as nossas matas,
simbolizando a esperança.

Os olhos azuis são lindos!
São olhos da cor do céu!
Cheios de encantos infindos,
trazem sempre um denso véu.
Revelam sempre um queixume,
os olhos cor de turquesa.
Simbolizando o ciúme,
traduzem sempre tristeza.

Falar de olhos castanhos,
dos olhos da cor dos meus,
seria quase impossível.
Prefiro falar dos teus...



Dos teus olhos que são negros,
da cor da escuridão.
São olhos irmãos da noite
e traduzem solidão.
Sabem guardar o que sentem.
São mudos, calam sua dor.
Sendo talvez insinceros,
também não prometem amor.