Para visualizar este site, favor habilitar o JavaScript no seu navegador.

Nudez

Dalila Moura

29/01/2018 02:02

A nudez está para lá dos olhos
ampliada na constelação onde se espraia a ardência
dos astros
e a chama da água que envolve os corpos
na espuma de desejo.
É um despertar, onde os anjos incendeiam as asas
e se deitam nos lençóis de silêncio onde respiram
e as vestes ardem
na térrea morada que o céu embala.
Por entre o azul do infinito
morre-se devagar, pousando o corpo numa cama de linho
onde se propaga a labareda.
Os braços unem-se rasgando o frio que aquece…
Na memória que perdura, despertando a boca na vertigem
dum beijo molhado!
Os fios de luar,
são cabelos que se enlaçam para lá do infinito!