Para visualizar este site, favor habilitar o JavaScript no seu navegador.

Nascer, viver e morrer

Edilde Lima de Aragão

27/09/2016 22:07

Nascer, viver e morrer

Há quem ache nascer para viver
Um mal enorme, um martírio infindo.
Quanta gente – eu sei – desejaria
Um pouquinho, ao menos, ter vivido!

Outros julgam viver para morrer
Um castigo medonho do destino.
No entanto, há, quem doido pelo fim,
Por um nada cometa um desatino.

Acho sublime nascer para viver,
E humano viver para morrer.
Só reputo cruel é: sem saber,
Meu Deus, por que nascer para sofrer?