Para visualizar este site, favor habilitar o JavaScript no seu navegador.

Na casa o silêncio é diamante

Isabel Pereira Rosa

21/10/2017 16:29

Na casa o silêncio é diamante
Mas dói no lugar vazio
Em frente aos olhos
Na soleira da porta
E no estendal abandonado
Enquanto a água escorre
Pela casa e pela alma
E a escuridão penetra
Cerrando os olhos
Para não ver as garras do tempo
Cravadas em todas as paredes