Para visualizar este site, favor habilitar o JavaScript no seu navegador.

Meu lamento

Edilde Lima de Aragão

28/02/2015 20:39

Tu partiste, deixando-me a sofrer.
Sinto o peito em pedaços a sangrar.
Sinto a alma transida a gemer,
Sinto os olhos cansados de chorar.

Sinto falta das doces melodias
Que cantavas comigo ao violão.
Sinto falta de tudo que dizias,
Que recordo na minha solidão.

A saudade, malvada, não me deixa.
A tristeza não ouve a minha queixa,
Persegue-me, roubando as ilusões.

Acorde com o destino, vou agindo,
Qual barco sem roteiro, vou seguindo,
Vivendo apenas das recordações.