Para visualizar este site, favor habilitar o JavaScript no seu navegador.

Ledo engano

Edilde Lima de Aragão

24/08/2014 23:11

Sei que tu pensas que eu não te quero
E que na vida nunca soube amar.
Que o meu coração é insensível,
Que eu não sei sentir, nem sei sonhar.

Que eu não sei que o amor é a vida,
Que ele afasta a dor e o sofrimento;
Que se viver, sem amor nem carinho,
É transformar o mundo num tormento.

E, sendo assim, eu vou te confessar,
O que queria que tu não soubesses
E desejava prá mim só guardar:

Quem te ame tanto, não acharás jamais!
E se escondo de ti esse amor
é porque te amo, talvez, demais.