Para visualizar este site, favor habilitar o JavaScript no seu navegador.

La balade

Avelino Bento

02/08/2021 21:30

La balade dos meus anseios
é encontrar-te onde já não estás.
Percorrendo os meus receios.
Procurando-te em devaneios,
indo em frente, olhando p’ra trás.
La balade dos meus dias
é eternizar o meu tempo.
Perguntando-te porque corrias.
Assegurando-me que cedias
no conforto do momento.
La balade das minhas referências
é feita de tempos e de memórias.
De segredos e confidências.
De avanços e desistências
que constroem a nossa história.
La balade deste meu sentir
é ouvir o superficial e o profundo.
É estar de chegada e partir.
Chorando, mas também sorrir
para o mau e o bom deste mundo