Para visualizar este site, favor habilitar o JavaScript no seu navegador.

Inspiro, suspiro, piro

Ivana Maria Franco Ribeiro

10/07/2016 01:41

Inspiro, suspiro, piro

A morte ceifa a vida de quem vai e de quem fica
Momento que mostra que a vida nada é...
Eu sou um nada

Entre o primeiro suspiro e o último suspiro
Faço o que amo
Inspiro, suspiro, piro
Antes do final expiro...

O vento que toca a minha pele
Desnuda minha alma
Refresca meu corpo

Há um corpo atrás de mim
Inerte...
Gelado sem vida

A morte o tragou
Ceifou sem fim
O fim

Afinal, há final?