Para visualizar este site, favor habilitar o JavaScript no seu navegador.

Há muitos dias que não vejo os barcos

Isabel Pereira Rosa

01/07/2022 22:15

Há muitos dias que não vejo os barcos
e sei agora que os amo;
um amor que nada pede, nada quer,
além de os contemplar ao longe e imaginar
que estão vivos, a navegar.
Não, não me fazem pensar em antigos navegadores,
apenas em pesca e pescadores.
São sempre assim os meus sonhos:
neles, só o que é pequeno é grande.