Para visualizar este site, favor habilitar o JavaScript no seu navegador.

Do teu divino sal

Isabel Pereira Rosa

24/02/2021 13:39

Do teu divino sal
me arde a boca;
da tua infinita luz
me ardem os olhos;
do teu insigne som
me arde o pensamento,
harpa de sol e vento
em que projeto o sonho,
sepulto as úlceras do tempo
e sou feliz por um momento.