Para visualizar este site, favor habilitar o JavaScript no seu navegador.

devoradores gafanhotos borboletas

Isabel Mendes Ferreira

22/08/2016 22:38

devoradores gafanhotos borboletas de um diabo amansado
predadores do sol vingadores do mar insano que se acosta
às costas das espadas somos os anjos que Mallarmé
inventou faunos encostados à complacente costela de
Verlaine em mil anos de solidão na terra sangrenta.
sabemos nada. detemos coisa nenhuma. vivemos na
concentricidade de uma fisiologia aérea mesmo que nos
doa a cabeça do labirinto e dos tempos idos sagrados e
penitenciais. somos sempre noite escandinava e
minotaurica à procura de uma barca que flutue. a
espiritualidade nada em espirais androginas e serpentinas
e fazem de adorno ao colete de forças enquanto a morte
nos ensina a sobreviver. aos lobos oferecemos as nuvens.
cénicas. Benildes.