Para visualizar este site, favor habilitar o JavaScript no seu navegador.

Da música

Leocádia Regalo

02/07/2020 02:13

Irrompes nua e volátil
e instalas-te na intimidade
deste tempo
que suspendes
num lapso de eternidade.

Cristalização de harmonias
traçado de dissonâncias
pulsação de íntima medida
cascata de melodias.

Segredada pelos deuses
teu poder é infinito
meu fascínio, minha música,
meu espaço de manobra
neste mundo que evito
quotidiano e voraz.
Meu enleio, meu jardim
de delícias e assombros
onde vagueio sonhando
sensível fora de mim.