Para visualizar este site, favor habilitar o JavaScript no seu navegador.

Contraste

Paulo Barreto

27/07/2022 01:33

Na passarela esfuziante e linda
Desfilam sem cessar belezas raras
Procuram descobrir a mulher mais bonita.
De corpo escultural envolta em vestes caras
E o povo aplaude em trêfego delírio
Um sorriso que fascina,
Um olhar que seduz.
Lá fora a plebe espera em constante martírio

E invoca sem mais fé o nome de Jesus
E naquele ambiente odioso, de pecados,
De corpos seminus, semi alcandorados,
Há gritos de desdém, alguém que tripudia...
Ninguém vê lá fora o desfile sem cor,
Sem palco iluminado, dos que falta na mesa
O pão de cada dia.



(In Histórias do meu pai... & Estórias por meu pai.../ Lena Barreto)