Para visualizar este site, favor habilitar o JavaScript no seu navegador.

Concha (alteridades)

José Rodrigues Dias

24/01/2014 18:08

Concha de praia
com tuas concavidades e convexidades, decrescentes os teus declives e crescentes, negativos sinais e positivos da vida
que a ciência nem sempre ilumina,
alteridades de um teu eu facetado
como em sábias faces triangulares
de uma velha vela
soprada pelo vento
no teu mar
fazendo seu barco caminhar
pelas diferenças de pressão
entre um e outro lado
do todo jungido,
conjugado,

vela acesa do caminho,

como em coração
a palpitar
em seus passos harmonizados
em diástoles e sístoles
que se fazem caminho
em mim,
em ti,
no outro,
como em Pessoa,
nos diversos outros
em passos de gente inventados
repetidamente sem fim,

concha de mãos
abrindo-se
e fechando-se,
fazendo seus caminhos…