Para visualizar este site, favor habilitar o JavaScript no seu navegador.

Compondo fúrias

Leocádia Regalo

25/02/2021 12:44

Na silhueta do teu corpo vítreo
escrevo ancoradoiro.
Diáfanas surgem
as fúrias
que irrompem no ar
apaziguadas.

Aprisiono-as no nome
que lhes dou
(compraz-me nomeá-las).

Pronuncio
        relâmpago
meteoro
       avalanche
degelo



Penso no contorno difuso
onde as faço fundear
e escrevo

fria madrugada

         rubro esparso

pele molhada

          espelho baço.