Para visualizar este site, favor habilitar o JavaScript no seu navegador.

como se fosses aparição

Isabel Mendes Ferreira

27/01/2015 01:13

como se fosses aparição és luz que veio para ficar. como as estrelas.
como a água. como insossego do verbo que sendo excesso de sentidos foi 

excessiva maré de beijos infantes que a infância perdeu. a vontade
primeira de nascer na harmonia e no mistério rasgou a velatura da flor. os 
outros são sempre a anunciação do eu. a cada momento inrevelador mas 
relâmpago. que incendeia e mata e ressuscita. é assim que se desfazem 
fronteiras e se rompem as trevas. sim. que me foste aparição.