Para visualizar este site, favor habilitar o JavaScript no seu navegador.

Cai por entre os olhos

Dalila Moura

12/03/2019 01:19

Cai por entre os olhos um pássaro expectante
Que ergue as asas por entre as pálpebras do mundo
Ao mesmo tempo que as horas se desfazem
Na resolução dos dias.
Acende-se uma valsa de estrelas e vento azul
Enquanto rebentam nas árvores círculos e ninhos,
Esconderijos de manhãs surripiadas ao sol.
Um beijo de luz, a hesitar. Manjar do bicho-da-seda
na busca da surpresa. Voam os pássaros na metamorfose do olhar.
O mundo envelhece no travesseiro do tempo.