Para visualizar este site, favor habilitar o JavaScript no seu navegador.

Aquelas mulheres

Isabel Pereira Rosa

11/04/2015 23:06

Que cerraram os lábios
E se enrolaram sobre si
Impenetráveis na cela estreita
Desenharam no corpo e na mente
Com dedos sangrentos
Nomes de carrascos.
Mil horas mil anos
Da solidão mais funda
Alucinando sobre a térrea enxerga
Um remoto sol
Uma brisa.
Eram menos que nada
Na voz imunda afiada
Excreção.
Impunes perpetradores
Impossível perdão.