Para visualizar este site, favor habilitar o JavaScript no seu navegador.

Anjo louro

Edilde Lima de Aragão

28/02/2014 16:35

Um dia te olhei e a achei tão linda
Que inteirinho te dei meu coração!
Tua doçura, oh! flor, é tão infinda,
Tudo em ti, amor, é perfeição.

Teus olhos claros, qual céu de estio,
Abrigados por cílios cor da noite.
Tens a alma fresca, qual manhã de frio,
Fere-te, oh! flor,o vento de açoite.

Sempre tratados com tanto carinho,
Os teus cabelos são anéis de ouro
A emoldurar teu rosto de arminho.

Até em sonho, meu amor, te sigo.
Neste mundo és tu o meu tesouro,
Enfim, na vida, és tudo o que eu bendigo.