Para visualizar este site, favor habilitar o JavaScript no seu navegador.

anjas

Isabel Mendes Ferreira

03/10/2015 12:19

do anjo em “anja” flor:
_________________que te fosse anunciação. corpo do corpo em cada
ramo de exclusiva intensidade. chama de bondade. axioma e fragrância.
urbi et orbi em texto de consequência imediata. onde mais não somos
que um fio de baba e outro de ouro. literalmente animais perdidos à
sombra do que podia ser e não será depois de escrito o mea culpa sem
ser. perdoa-me não saber onde mora o pecado____________________.


anjo/anja
___________________anuncio-te toda a pureza de um não. para que
em antifrase me leias em sim e assim me faças anunciador. faz-me flor
e flui-me em rosário e em fénix. anjo sem abate. voluptuosa viagem
de asa esta em que nos vigio. e se for luxo possuir-te como anjo dispo
o fascinare e ser-me-ás íntimo na talha dos dedos em prece. como se
te lavrasse________.

anjo/anja
é tão grande a gula das tuas asas que a cabeça da impaciência foi tú-
mulo de ouro. ah como te dar o corpo partido se nenhum deus te
guiou o sexo ou a sombra ou a fala. profeticamente és o afecto de uma
prece e no teu corpo abrem-se rezas como fendas e fendas como
renda._____________anjo menino com espírito de menina largas
ao vento o enigma dos segredos. contigo a morte é ainda mais vadia.