Para visualizar este site, favor habilitar o JavaScript no seu navegador.

Amor

José Rodrigues Dias

17/05/2015 01:48

À noite, em cada noite,
Olha a serenidade da luz da Lua,
Mesmo quando a Lua estiver escondida
Por nuvens voando livres ao vento solto,
Como que desafiando-te num jogo de esconde-esconde,
E sente o Amor.
Sente o Amor!
O amor de companheira,
Ou de livro aberto, de página escrita ou à espera
de palavra,
Mesmo que palavra seja difícil de chegar e de encontrar,
Por ser palavra perdida…