Para visualizar este site, favor habilitar o JavaScript no seu navegador.

Ainda aceso o luar

Maria Helena Ventura

01/10/2020 01:15

Já o sol procurava cama no céu
quando chegaste.

Podia ter adivinhado o cheiro intenso
de um código primacial…
As aves previsíveis bateram asas
no abrigo das pestanas
e tal voo descolado
a uma hora tão descalça
só podia trazer o pássaro tangencial
desta alegria inesperada.

Entra
disse-te
como quem saboreava o sumo
de anímicas acentuações…
Desata as mãos que escrevem as cartas
onde os teus olhos lêem
a silhueta do Amor.

Vou indicar a sílaba tónica
deste sentimento único
em liberdade total

(In INTERTEXTO SUBMERSO)