Para visualizar este site, favor habilitar o JavaScript no seu navegador.

acordar para o dia

Isabel Mendes Ferreira

22/04/2017 01:55

acordar para o dia e cair na mais longa noite onde somos tão coisa nenhuma face ao sofrimento do outro. engolir lágrimas frias com o leite mastigar o pão da impotência e sair cheia de mar vermelho e ainda assim não entender o entendimento deste novo velho e decadente mundo onde jaz morta e esquecida a democracia.
seja lesbos brasil africa siria congo ou um qualquer bairro periférico. acordar e morrer. que o sibilar da gramática egocêntrica vende letras diversas a peso de ouro com arestas de sangue e crimes sem castigo. acordar para um céu cheio de cegueira.