Para visualizar este site, favor habilitar o JavaScript no seu navegador.

A palavra, como um ovo

José Rodrigues Dias

01/06/2015 01:08

Apenas soletrada
a palavra é como um ovo
em cima da mesa...

Aquecendo-a entre as mãos
em luz suave
e com outras palavras irmãs,
o meio resguardado,
benzido, sagrado,
ao fim de um certo tempo

(como eu via
na outra casa
com o cesto dos ovos
sob uma manta,
manto de aconchego e de reserva,
e depois se ouvia piupiu,
piupiu
e depois corococó...),

ao fim de um certo tempo, dizia,
justamente o preciso,
(ainda não é o tempo, se dizia),
a casca começa a abrir-se
estalando suavemente
de dentro para fora
como porta devagarinho se abrindo
sem se ver ninguém a abri-la
e a porta se abrindo...,

e a vida assim nascendo
em banho de luz
ainda que parecendo muito forte
ainda que sendo muito suave
e ao caminho logo a vida se fazendo
como potro nascido
logo ali se erguendo,

soletrada a palavra,
assim iluminada,
neófita, assim…