Para visualizar este site, favor habilitar o JavaScript no seu navegador.

A guerra III - 71/73

Avelino Bento

16/06/2021 01:13

O mato é escuro e tenebroso
os perigos espreitam nos nossos medos
vale-nos amizade em construção
e a força interior dos nossos credos
os dias passam em templo cavernoso
numa amálgama de vida e de ilusão
que não conduz à confissão
porque há um coração repartido
no presente e tempos passados
que nos traz em permanência a saudade
que nos envelhece a vida e a idade
acentuando o fazer a que somos forçados
e a viver morrendo sem sentido
por mais que nos custasse
havia sempre alguém que contasse.