Para visualizar este site, favor habilitar o JavaScript no seu navegador.

Ivana Maria Franco Ribeiro

20/11/2013 16:40

A dor da alma paralisa o corpo
Inerte
Na cama
Tenso
Pesado
Fatigado
Grudado no colchão como uma prisão
O corpo
A dor
A alma quase indo embora
Perde a força e a liberdade para voar
Além dessa profunda escuridão – não há nada!