Para visualizar este site, favor habilitar o JavaScript no seu navegador.

A artista interrompeu o acto

Isabel Pereira Rosa

19/02/2017 01:35



A artista interrompeu o acto:
Descascar um limão traz memórias
de antigos navegadores;
é preciso captar o momento,
poisá-lo no velho guardanapo,
também ele carregado de memórias,
estudar-lhe a cor – imitação frustrada
de sol ou ouro – e a resposta:
acidez permanente
que, apesar de tudo, cura, adoça a voz,
piedoso fruto redentor de invernos,
tão belo por trazer em si
memória de antigos jardins,
de ténues sombras e
abelhas poisadas nos ramos.
Contempla a sua grácil inclinação sobre a mesa
e pensa: morre-se de os ver ao longe
sem lhes poder tocar.

(Sobre uma pintura de Maria Claudino)